segunda-feira, 22 de outubro de 2018

PONTE ENTRE SENEGAL E GÂMBIA ABERTA AO TRÁFEGO EM JANEIRO DE 2019
A ponte em construção sobre o rio Gâmbia será aberta ao tráfego a partir de janeiro próximo, anunciou em Cap Skring, em Casamança (Sul) o Presidente senegalês, Macky Sall.
O Presidente Sall fez este anúncio depois da sua chegada a Cap-Skring, que marca a primeira etapa duma digressão económica de cindo dias pela região.
"Brevemente em janeiro, terão a ponte na Senegâmbia que vós vai permitir ir e vir, de dia como de noite, sem parar a Farafegny (cidade fronteiriça)", regozijou-se o Presidente Sall.

domingo, 21 de outubro de 2018

PRS APU-PDGB MADEM G-15 E APOIANTES DO PRESIDENTE VAZ EXIGEM RECENSEAMENTO CREDÍVEL 
“Stop recenseamento viciado e fraudulento” “Marcha para um recenseamento transparente e inclusivo” Numa só voz, PRS, APU-PDGB, MADEM G-15, APU-PDGB, Movimento JOMAV e Botche Candé de Bissau e das regiões do país realizaram hoje na capital guineense uma “Marcha para um recenseamento transparente e inclusivo” 
As concentrações dos manifestantes foram na Chapa de Bissau, sede do PRS e Santy Comercial em direção ao palácio do Governo, no qual se realizou um comício para exigir do Governo de Aristides Gomes, um “recenseamento credível e justo”. 
Alberto Nambeia do PRS, Nuno Gmoes Nabian da APU-PDGB, Braima Camara e Umaro Sissoco Embaló ambos do MADEM G-15 apoiados por Botche Candé e de mais políticos da Guiné-Bissau exigem do Governo, através de uma manifestação popular realização de um recenseamento fiável e abrangente para todos os guineenses com capacidade eleitoral.
“QUEM PARTIR A CORDA DO GOVERNO ATUAL, ASSUMIRÁ AS CONSEQUÊNCIAS” Advertiu DSP 
O líder do Partido Africano para Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), Domingos Simões Pereira, advertiu no fim deste tarde, 20 de Outubro 2018, que “quem partir a corda do governo atual, assumirá as suas responsabilidades”. O político falava durante um pequeno comício realizado no bairro militar (rua Gâ-biafata) que integra o círculo eleitoral n° 29.
De acordo com o Democrata, Simões Pereira fazia assim referência à informação que ele avançou em como “há políticos que pedem o derrube do executivo liderado por Aristides Gomes, com o propósito de tomarem as rédeas da governanção para assaltar as finanças públicas”. 
“Pedimos o Presidente José Mário Vaz que evite todo o tipo de brincadeira que sabemos que está acontecer e que deixe o processo do recenseamento se desenrolar normalmente. Porque se formos as eleições caberá ao povo decidir sobre quem vai entregar a governação do país”, exortou. 
Assegurou aos guineenses em particular os militantes do círculo 29 que estejam tranquilos e que continuem a recensear-se, porque conforme diz “as eleições terão lugar nas condições de absoluta tranquilidade e que os cidadãos vão votar livremente para escolher os seus legítimos representantes”.
“Quem achar que tem condições de pôr em causa a realização das eleições, vai arrepender-se de uma vez por todas! Porque ninguém tem o direito de pôr em causa a oportunidade que o povo tem para escolher os seus representantes”, advertiu o líder dos libertadores.
Notabanca; 21.10.2018
LIGA PEDE ONU ABRIR INQUÉRITO PARA APURAR A MORTE DO JORNALISTA JAMAL 
Os covardes, sanguinários, corruptos e injustos na sociedade sempre recorrem a violência para tentar em vão resolver os seus problemas.
A Liga Guineense dos Direitos Humanos quer das autoridades sauditas desvendarem as circunstâncias do assassínio do Jornalista Jamal Khashoggi.
A organização diz que: “A confirmação oficial da morte de jornalista Jamal Khashoggi nas instalações do Consulado de Arábia Saudita na Turquia, vem mais uma vez revelar a dimensão das barbaridades do reino saudita.
As reações ambíguas do ocidente perante este acto ignóbil e as políticas de dois pesos e duas medidas da Comunidade Internacional perante os casos de violações dos direitos humanos são inquietantes.
Para impedir as tentativas de branquear a verdade que reino saudita se apressa desencadear, afigura-nos urgente e de interesse vital, a ONU abrir um inquérito independente e transparente para apurar minuciosamente as circunstâncias que rodearam a morte do jornalista Jamal no interior do Consulado do seu próprio país. 
Jamal foi assassinado por apenas exercer o direito de criticar aqueles desprezam a dignidade da pessoa humana. 
Vamos todos reclamar #justiça aos assassínios de #Jamal! 
Notabanca; 21.10.2018

sábado, 20 de outubro de 2018

“PROLONGAR RECENSEAMENTO NÃO RESOLVE PROCESSO ANORMAL”-PRS
A prorrogação da data não resolve os problemas. É que o processo está a decorrer de uma forma completamente anormal, já registamos por diversas vezes e várias ocasiões questões que não ajudam minimamente", afirmou Orlando Viegas.
O vice-presidente do Partido de Renovação Social (PRS), segunda maior força política da Guiné-Bissau e membro do atual Governo, precisou que há aspetos que têm de ser resolvidos, nomeadamente "auditar os kits" de recenseamento biométrico.
PRS ABDICA-SE DAS LEGISLATIVAS ACEITANDO OU NÃO ADIAMENTO DA DATA DAS ELEIÇÕES?
O PRS avisa que não vai aceitar adiamento das eleições legislativas na data prevista. Mas exige que maior parte dos eleitores seja recenseado.
Jorge Malu dirigente do partido deixou claro que, PRS só vai às eleições quando maior parte dos eleitores recenseados:
“Nós não vamos aceitar adiamento do prazo do dia 18. Nós só vamos às eleições em condições se a maior parte dos eleitores já recenseados,” avisou Malu.

Por agora, a data de 18 de novembro já era. Com alar gamento do recenseamento, a data das eleições fica comprometida. Maior parte dos eleitores está a recensear-se “para que haja maior abrangimento dos cidadãos recenseados.”
Em sintonia com a CEDEAO, o Presidente guineense será obrigado a marca uma nova data para a ida às urnas. Pelo que, está neste momento a pensar-se no decreto presidencial que vai anuncia uma nova data.
A grande questão é!... PRS volta atrás com a sua decisão ou abdica-em participar nas legislativas?
Notabanca; 20.10.2018

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

DSP AMEAÇA “RESPONDER SEM RESERVAS” QUALQUER ATO ILEGAL CONTRA DIRIGENTES DO PARTIDO
O presidente do PAIGC deixou claro que o partido não alinha com qualquer prazo seja fixado depois de dezembro por configurar uma violação flagrante das leis da Guiné-Bissau.
A lei da Guiné-Bissau diz que há uma periocidade fixa para a realização de eleições legislativas e renovação dos órgãos correspondente. A última eleição legislativa foi realizada em abril de 2014, nós devíamos ter legalmente eleições em abril de 2018. Tal não foi possível, estamos a falar em novembro e eventualmente temos um espaço para exercer até dezembro.”, esclareceu Domingos Simões Pereira (DSP).
DSP denunciou ainda existência de alguns políticos à forçar o Presidente da República para demitir atual Governo e conduzir o país à instabilidade social.
“Pessoas que disseram que o PAIGC não está preparado para às eleições e PAIGC vai para oposição, Hoje, são eles a roubar aparelho de acumulação de energia nas mesas de recenseamento. A bloquear recenseamento. Digam eles para sofrer, vão adia-las mas não vão poder evita-las. Estou motivado e convicto que estamos preparados para enfrentar, como desafio eleitoral.”
Simões Pereira advertiu ainda que o partido não vai permitir por quem quer que seja a violar sistematicamente as leis vigentes no país.
Lider do PAIGC expressava hoje, em conferência de imprensa, na qual referenciou o Procurador-geral da República.
O político afirmou que Bacar Biai não tem competências de restringir as liberdades dos cidadãos: “O grave, é que o procurador-geral da República tem esse comportamento de prender altos dirigentes do PAIGC, perante casos já mandados arquivados para mostrar serviços aos seus mandantes, nomeadamente; o coordenador do recém-criado movimento dos dissidentes e que reclama essa contrapartida pelo valor da sua nomeação, assim como do próprio Presidente da República.”
Por isso, o político garante aos guineenses, sobretudo aos visados que, o partido jamais tolera nenhum desmando às leis da república da Guiné-Bissau, e responderão sem reserva qualquer tentativa de subtração dos direitos dos cidadãos.
Notabanca; 19.10.2018
MADEM G-15 DENUNCIA INSTALAÇÃO DE MESAS DE RECENSEAMENTO NOS QUARTÉIS 
Os dirigentes do Movimento para Alternância Democrática “MADEM G-15” denunciaram ontem em Bissau, instalação de brigadas de recenseamento nos aquartelamentos militares de “Base Aérea de Bissalanca” e na “Brigada Mecanizada 14 de Novembro” em Bissau.
De acordo com Marciano Silva, a lei eleitoral guineense afasta qualquer hipótese de se efetuar recenseamento nas instalações militares.
O político de MADEM G-15 afirma que, a situação acontece perante olhares das autoridades competentes como nada tivesse acontecer. Por isso, exige o cumprimento das leis antes que o pior aconteça.
Silva Barbeiro falava em conferência de imprensa que juntou alguns membros da Sociedade Civil desvalorizou o anúncio do alargamento do recenseamento feito pela ministra da Administração Territorial.
Conforme o movimento, não compete Ester Fernandes a definir o prazo do recenseamento eleitoral.
No encontro, a Sociedade Civil pediu mais diálogo entre os políticos para que o país possa respirar de estabilidade sociopolítica.
Notabanca; 19.10.2018
TRIBUNAL DE BISSAU DITA “JUSTIÇA INJUSTA” AO DIRETOR DO JORNAL “DONOS DA BOLA” 
Tribunal Regional de Bissau (TRB) condenou hoje, o diretor do jornal “Donos da Bola” dois anos de prisão.  
A condenação de Pedro Lucas Mendes de Carvalho Vulgo “Lucas” poderá ser invertida mediante o pagamento de uma “multa de um milhão e noventa e cinco mil francos”.
Também, a instância judicial da capital condenou-o com “oito meses de prisão”, igualmente a pena poderá ser convertida por uma indemnização de “dois milhões de francos”, a Suzi Barbosa, dirigente do PAIGC
Os valores monetários, segundo tribunal têm que ser pagos respectivamente num prazo de trinta à sessenta dias, contrariamente, jornalista “Lucas” irá parar na prisão.
Em reação, Pedro Lucas Mendes de Carvalho qualificou a decisão do tribunal de uma “aberração judicial” por falta de justiça no país.
Mendes de Carvalho afirma que, o magistrado que rolou o processo “não conhece nada de direito de comunicação” citando o “parágrafo-03 da sentença que nada especifica sobre acusação.
O jornalista chama atenção aos defensores da classe, para se cuidarem. Porque conforme disse, o tribunal poderá estar a mando de alguém para tentar amedrontar e silenciar os jornalistas.
“Lucas” não tem duvidas que, injustiça que se reina no país, leva as pessoas à recorrerem sucessivamente aos órgãos de comunicação social para denunciarem ditas sentenças de vergonhas judiciais.   
Ainda, Lucas de Carvalho considera a sentença de “brincadeira”. Garantindo que, a luta continua e nunca se teme de ameaças de quem quer que seja no exercício da profissão.
Com tudo, De Carvalho promete recorrer a sentença, por ela ser “justiça injusta”.
Segundo, o despacho do Tribunal, o suspeito já foi uma vez acusado, julgado e condenado pelos mesmos fatos jornalísticos, embora com recurso em andamento, sem decisão ainda do Tribunal de Relações.
Notabanca recorde-se que, o julgamento ocorreu a 04 deste mês, na sequência de uma queixa movida pela então Secretária de Estado da Cooperação Internacional e das Comunidades, Suzi Barbosa, contra o semanário, por ter publicado um artigo, no qual referiu a venda de passaportes ilegais.
Bom, Notabanca sabe-se que, “Justiça injusta instala-se ódio e vingança”. Um dia, impera-se a justiça divina. A luta continua.
Notabanca; 19.10.2018
ESTUDANTES PROMOVEM MANIFESTAÇÃO PARA EXIGIR RESULTADOS ACADÉMICOS
Mais uma manifestação estudantil a vista na Guiné-Bissau.
Os estudantes das Escolas Superiores de Formação de Professores ameaçam sair as ruas de Bissau, na próxima 5ª-feira, numa marcha reivindicativa que culminará em frente do “Palácio do Governo”.
O colectivo continua exigir do Governo a fixação dos resultados dos exames nas escolas da “ENEFED”, “Amílcar Cabral de Bolama”, “Tchico Té” e “17 de Fevereiro”.
Conforme explicou a imprensa, Bucar Camará, porta-voz do grupo, depois de terem promovido, hoje uma vigília a frente do portão do Ministério da Educação.
O grupo garante de “pés juntos” “custe que custar” continuar pressionar o Governo até que o ministério da Educação divulgue os resultados de formação de vários anos.
Notabanca; 19.10.2018
UE DISPONIBILIZA MAIS DE 01 BILHÃO DE FRANCOS CFA PARA ÀS ELEIÇÕES LEGISLATIVAS
Mais de um bilião e meio de francos Cfa é o montante que a União Europeia (UE) entregou hoje em Bissau ao PNUD para apoiar o processo eleitoral na Guiné-Bissau.
A cerimónia protocolar entre as duas instituições foi assinada na sede da União e testemunhada pelo Primeiro-ministro guineense.
Na ocasião, Aristides Gomes afirmou que chegou a hora em que a Guiné-Bissau deve assumir as despesas da realização das suas eleições:
“A democracia começa aí. Começa na capacidade de nós criarmos instituições que possam gerir a nossa democracia.”
Apesar de algumas lacunas se constatam noutras legislações, Gomes assegura que a Guiné-Bissau dispõe de uma boa legislação eleitoral para um bom exercício da democracia.
O representante do PNUD, José Viegas Filhos afirmou com os fundos doados vão dar um passo significativo para a realização do pleito eleitoral:
Ainda, de acordo com a União Europeia o fundo comum de apoio irá gerido para o ciclo eleitoral de 2018/2019.
Notabanca; 19.10.2018
GUINÉ-BISSAU APOIA INICIATIVA MARROQUINA DE AUTONOMIA AO SAHARA 
Rei de Marrocos e Presidente guineense
A Guiné-Bissau reiterou terça-feira perante a 4ª Comissão das Nações Unidas o seu apoio à iniciativa maroquina de autonomia ao Sahara, proprosta pelo Reino de Marrocos para resolver o conflito a volta do Sahara.
Apreciamos e apoiamos a iniciativa marroquina de autonomia ao Sahara que constitui um potencial considerável, susceptível de melhorar a situação política, económica,social e cultural da região do Sahara”, disse Fernando Delfim da Silva, representante permanente da Guiné-Bissau  na ONU.

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

PRS DIZ QUE “RECENSEAMENTO ELEITORAL NÃO ESTÁ A SER BEM FEITO” 
O porta-voz do Partido para a Renovação Social (PRS), o segundo maior partido da Guiné-Bissau, criticou, em entrevista à agência Lusa, em Lisboa, a forma como o recenseamento eleitoral está a ser conduzido no país.
Victor Gomes Pereira, que é também ministro da Comunicação Social da Guiné-Bissau, afirmou que não acredita que o recenseamento seja concluído a tempo - prazo previsto de sábado -, mas não quis colocar em causa a data para as eleições legislativas, marcdas para 18 de novembro.
"Não acreditamos. Não seremos nós a denunciar a data. A data foi decretada pelo Presidente da República (José Mário Vaz)", disse.
MINISTRO NÃO SE DEMITE PORQUE PARTIDO NÃO FAZ "POLÍTICA DE CADEIRA VAZIA" 
O porta-voz do Partido para a Renovação Social (PRS), Victor Gomes Pereira, afirmou que não se demite do cargo de ministro da Comunicação Social da Guiné-Bissau porque aquela força não faz "política de cadeira vazia".
"O PRS não pode fazer uma política de cadeira vazia, de forma nenhuma. O PRS é um partido responsável e, como tal, há de continuar no Governo. Se não estivéssemos no Governo seria pior", disse o porta-voz, que também é ministro da Comunicação Social no Executivo de Aristides Gomes, em entrevista à agência Lusa, em Lisboa.
Para Victor Gomes Pereira, a presença de vários partidos em reuniões do Conselho de Ministros permite debater situações, mas sente que estes não têm sido ouvidos.
Notabanmca; 18.10.201
MUDANÇAS NO GOVERNO PORTUGUÊS SUSPENDEM ASSINATURA DE PROTOCOLO COM GUINÉ-BISSAU 
A assinatura de um acordo na área da comunicação social entre os governos guineense e português ficou em suspenso depois das substituições no executivo de António Costa, disse, em entrevista à Lusa, o ministro da Comunicação Social da Guiné-Bissau.
O acordo, segundo o ministro Victor Gomes Pereira, consagrava um "intercâmbio que se podia fazer à volta da formação dos nossos jornalistas" e "alguns aspetos técnicos que referem, nomeadamente, os centros emissores" da RTP.
No entender de Victor Gomes Pereira, há necessidade de atualizar o acordo em vigor entre os dois países, com 21 anos.

Notabanmca; 18.10.2018
PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO DE FUTEBOL OUVIDO HOJE NO MINISTÉRIO PÚBLICO 
O presidente da Federação de Futebol da Guiné-Bissau, Manuel Nascimento Lopes vulgo “Manelinho” sentou-se de novo em frente do magistrado do Ministério Público para responder perguntas do advogado de Estado.
Em causa, conforme uma fonte de Notabanca, foi aberto um processo contra “Manelinho” no âmbito de suposto desvio de fundos da Federação de Futebol.
Notabanca soube que, “Malelinho” já se encontra em casa mas, ainda desconhecemos a evolução do processo.
Notícia a retomar com mais detalhes.
Notabanca, 18.10.2018
PRESIDENTE MÁRIO VAZ ESTÁ EM DAKAR PARA UMA VISITA DE 24 HORAS 
O Presidente da República, José Mário Vaz, viajou hoje para Dacar, Senegal, para uma visita de 24 horas para consultas bilaterais com o seu homólogo, Macky Sall, divulgou a Presidência. 
"O Presidente da República irá aproveitar a oportunidade para debater mecanismos de reforço das relações de amizade e cooperação entre os dois países", refere, em comunicado, a Presidência da República. 
A viagem de José Mário Vaz ocorre numa altura em que o país se prepara para a realização de eleições legislativas, marcadas para 18 de novembro, mas que os partidos políticos sem assento parlamentar e a sociedade civil têm pedido para ser adiadas devido ao recenseamento eleitoral.
Por agora, o recenseamento ral termina a 20 de novembro de 2018. 
Notabanca; 18.10.2018

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

DSP ACUSA PRESIDENTE VAZ DE VIOLAR A LEI  E PRS ADVERTE NÃO ACEITAR ADIAMENTO DAS ELEIÇÕES
A ministra da Administração Territorial anunciou hoje em Bissau, o alargamento da data do fim do recenseamento eleitoral. 
A governante falava a imprensa após a reunião de caráter informativa sobre o processo em causa, tido entre o Governo, partidos com assento parlamentar e grupo de “P-5”.
Ester Dias Fernandes assegurou que o recenseamento em curso irá decorrer durante 60 dias, isto de acordo com a lei eleitoral, “para que haja maior abrangimento dos cidadãos recenseados.” 
O recenseamento eleitoral termina a 20 de novembro de 2018
O representante do PRS, chamou atenção que o seu partido não vai aceitar o adiamento das eleições na data prevista.
Jorge Malu deixa claro que, PRS só vai às eleições quando maior parte dos eleitores recenseados:
“Nós não vamos aceitar adiamento do prazo do dia 18. Nós só vamos às eleições em condições se a maior parte dos eleitores já recenseados,” avisou Malu. 
Domingos Simões Pereira (DSP), presidente do PAIGC acusou o Presidente da República de “violar de forma criminal o artigo 5º da lei eleitoral, ao não permitir o princípio da liberdade, transparência e igualdade dos tratamentos.”
DSP vai ainda mais longe em afirmar que, José Mário Vaz está na pré-campanha eleitoral:
“ Presidente da República escolhe esse período para campanha de distribuição de arroz que serve de base, para invocar um partido politico em concreto, e transformar esse partido político no motivo da sua campanha.”
Presidente do PAIGC disse ainda que, a TGB abdicou-se do seu serviço em promover atos de soberania, como a realização de eleições. Estando agora, a ser utilizada como elemento de propaganda para convocar a sociedade ao bloqueio do processo.
Notabanca; 17.10.2018
CINCO PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR ACUSAM PR DE FALTAR A VERDADE E P5 DE IMPARCIALIDADE 
Cinco partidos políticos extraparlamentares afirmam que Presidente da República carece de verdade sobre o processo de recenseamento eleitoral.
As acusações foram feitas na quarta-feira, em conferência de imprensa para denunciar a manipulação, e em consequência os riscos de instabilidade que o processo poderá causar.
Silvestre Alves, porta-voz do colectivo disse que José Mário Vaz tem dois pesos e duas medidas face a situação.
“Senhor Presidente não tem a verdade. Diz uma coisa e faz outra. Está a fazer aquilo que se chama tecnicamente, “cínico”.
Alves, deixa claro que José Mário Vaz como primeiro magistrado da Nação poderia assumir as suas responsabilidades quanto a governação do Executivo de Aristides Gomes.
O político, alerta os representantes da comunidade internacional residentes no país, também chamado de “P5” sobre as manobras e tendências do favoritismo ao PAIGC, que segundo Alves, os libertadores não têm legitimidade e nem autoridade moral para com o povo porque destruíram o país durante vários anos.
Com tudo, o grupo quer a continuidade do Governo de Aristides Gomes.
Notabanca; 17.10.2018
GTAPE REFUTA ACUSAÇÕES DE CERTÓRIO BIOTE DO PRS AFIRMANDO QUE VISAM PERTURBAR O PROCESSO 
GTAPE desmente as denúncias de um dos vice-presidentes do Partido da Renovação Social, igualmente, líder da bancada Parlamentar da mesma formação política.
Segundo, Certório Biote, “alguns cidadãos na diáspora estão a ser recenseados nas residências dos dirigentes do PAIGC”.
Reagindo, quarta-feira em conferência de imprensa, o diretor-geral do Gabie Técnico para Apoio ao Processo Eleitoral (GTAPE), disse que as denúncias do dirigente de PRS não correspondem minimamente a verdade:
“Declarações do dirigente do PRS não têm base legal. Visam simplesmente, tentar perturbar o processo eleitoral,” indicou alem Sanca
Ainda, o responsável esclareceu que, qualquer cidadão com capacidade eleitoral munido de peça de identificação mesma caduca, poderá recensear-se sem problema.
De sublinhar que já foram recenseados duzentos e vinte mil eleitores, num universo de novecentos mil previstos pelo Instituto Nacional de Estatística.
Notabanca, 16.10.2018
PSP DE PORTUGAL DÁ 3 MIL FARDAS E EQUIPAMENTO À POLÍCIA DE ORDEM PÚBLICA DA GUINÉ-BISSAU
A Polícia de Segurança Pública de Portugal entregou hoje à Polícia de Ordem Pública da Guiné-Bissau três mil fardas e equipamento, no âmbito da cooperação existente entre as duas forças de segurança. 
«É um reabrir das portas da cooperação entre a Polícia de Segurança Pública e a Polícia de Ordem Pública da Guiné-Bissau no quadro de cooperação em vários domínios, que já inclui formação, e agora naquilo que são as prioridades da polícia de reforçar condições materiais e dar um contributo ao combate à sinistralidade rodoviária», afirmou o diretor nacional da PSP, Luís Farinha.
A PSP entregou cerca de 3.000 peças de fardamento, algemas e alcoolímetros.

terça-feira, 16 de outubro de 2018

GOVERNO GUINEENSE PEDE AOS PARTIDOS POLÍTICOS PROVAS DE “ATROPELOS” À LEI ELEITORAL 
O Governo da Guiné-Bissau apelou hoje aos partidos políticos para prestarem a sua "contribuição patriótica" e apresentarem provas dos alegados "atropelos" à lei eleitoral e à população do país para fazer o recenseamento. 
Os apelos constam no comunicado do Conselho Ministros, que reuniu hoje, extraordinariamente, para analisar o processo de recenseamento eleitoral em curso no país para as eleições legislativas, marcadas para 18 de novembro. 
"O Conselho de Ministros deliberou apelar aos partidos políticos no sentido de prestarem a sua contribuição patriótica para o sucesso do processo do recenseamento eleitoral para o bem da democracia guineense e pela afirmação do Estado Democrático da Guiné-Bissau, assinalando com toda a objetividade os eventuais atropelos à lei e apresentando as devidas provas", lê-se no documento, enviado à Lusa.
CRIADORES DE GADO DENUNCIAM USO DE ARMA AK-47 NO ROUBO DE ANIMAIS NA GUINÉ-BISSAU
Os criadores de bovinos no norte da Guiné-Bissau denunciaram à Lusa que há cada vez mais ladrões a utilizar armas de fogo, incluindo AK-47, nos assaltos aos currais para roubarem gad
Os criadores de bovinos no norte da Guiné-Bissau denunciaram à Lusa que há cada vez mais ladrões a utilizar armas de fogo, incluindo AK-47, nos assaltos aos currais para roubarem gado.
Mamadu Camará, Aladje Seidi e Mando Camará, três criadores do gado na aldeia de Mandigará, no centro/norte da Guiné-Bissau, disseram à Lusa que o parlamento, “de tantas leis que cria” devia providenciar uma contra o roubo do gado, porque, dizem, caso contrário “o país poderá ter problemas”.
“A situação está muito perigosa. Os ladrões estão armados até aos dentes, todos eles com AK 47”, enfatizou Mamadu Camará.
200 MIL ELEITORES JÁ RECENSEADOS NA GUINÉ-BISSAU 
O Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral (GTAPE) da Guiné-Bissau recenseou, até domingo, quase 200.000 eleitores, segundos dados divulgados à Lusa por aquele gabinete.
Segundo os números disponibilizados, até 14 outubro foram recenseados no total 188.420 eleitores.
Por regiões, os mesmos dados indicam que, na região de Bolama/Bijagós foram recenseadas 6.531 pessoas, em Tombali 13.199, em Quinará 10.328, em Oio 28.905, em Biombo 10.038, em Bafatá 26.480, em Gabu 19.966, em Cacheu 26.839 e em Bissau 46.134.
EXTREMISMO ISLÂMICO PREOCUPA GOVERNADOR DA REGIÃO DE GABÚ
O governador da região de Gabú, Abdú Sambú, está preocupado com os "sinais do extremismo islâmico" na Guiné-Bissau e instou o Governo a reforçar a vigilância sobre certos grupos que operam no centro de Bissau, a capital.
"Preocupa-me a presença de uma corrente islâmica, transportada para o nosso país, por indivíduos da Guiné-Conacri. Não sei qual é o nome deles. A maioria das lojas e armazéns no mercado de Bandim pertence à  indivíduos dessa corrente", afirmou Abdú Sambú, em entrevista à agência Lusa.
GABINETE TÉCNICO DE APOIO AO PROCESSO ELEITORAL PEDE RESPEITO ÀS LEIS 
A Comissão Técnica de Informação e Sensibilização do Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral (GTAPE) apela em comunicado à todos os presidentes de brigadas de recenseamento e fiscais dos partidos políticos para o estrito cumprimento da lei, sendo que os dados dos cidadãos legalmente registados são privados e intransmissíveis.
No documento, o GTAPE pede também a "colaboração mútua" entre os brigadistas e os fiscais dos partidos políticos para o "bom andamento do processo de recenseamento".
No início de outubro, o diretor-geral do GTAPE já tinha denunciado que os fiscais dos partidos políticos estavam a reter o cartão do eleitor das pessoas que se tinham acabado de se  recensear para tirar dados pessoais, o que segundo GTAPE é  proibido.
PRS ACUSA GOVERNO DE DEFINIR CRONOGRAMA ELEITORAL SEM PARTICIPAÇÃO DE PARTIDOS
O Líder da bancada parlamentar do Partido da Renovação Social, acusou  segunda-feira o governo de produzir cronograma eleitoral sem a participação dos partidos legalmente constituídos e sem aprovação da  Assembleia Nacional Popular.
Certório Biote falava aos jornalistas após encontro mantido com Movimento da Sociedade Civil para Paz e Desenvolvimento.
Aquele político disse que seu partido tem vindo a fazer várias denúncias sobre o que considera “ manobras delatórias” que o chefe do executivo está a fazer no processo de recenseamento eleitoral, “favorecendo o PAIGC e desrespeitando as normas eleitorais da Guiné-Bissau”.
MARCHA DE PARTIDOS POLÍTICOS ADIADOS PARA DOMINGO DEVIDO À GREVE DE TRANSPORTES 
A marcha dos partidos políticos da Guiné-Bissau sem assento parlamentar, para contestar o processo de registo eleitoral, prevista para quinta-feira em Bissau foi adiada devido à greve dos transportes de passageiros, informou hoje o Partido da Renovação Social (PRS).
O PRS anunciou segunda-feira, por via de um comunicado, que iria juntar-se à marcha de protesto contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral, principalmente o recenseamento, para as eleições legislativas, marcadas para 18 de novembro.
"A data do protesto pacífico passou para domingo por motivo de greve geral de transportes públicos, que condiciona a mobilização dos participantes", refere uma nota enviada à imprensa pelo PRS.
Notabanca; 16.10.2018
PARTIDOS POLÍTICOS PROJETAM REMODELAR O GOVERNO E ANULAR O RECENSEAMENTO ELEITORAL
O recenseamento eleitoral que decorre na Guiné-Bissau poderá ser “rejeitado, inpugnado e anulado” por um partido com representação parlamentar em conluio com algumas formações políticas sem assento parlamentar”.
Ainda, segundo uma fonte, com a descarga das sanções impostas pela CEDEAO aos alguns políticos do país, tudo aponta para uma remodelação governamental para mais inclusão no Executivo de Aristides Gomes com vista a realizar um novo recenseamento.
Notabanca dispõe de informações que, a comissão Política da APU-PDGB reúne-se esta tarde de terça-feira em Bissau para analisar entre outros pontos, o processo de recenseamento em curso e uma eventual integração numa agenda para uma marcha pacífica a realizar na quinta-feira em Bissau, com o mesmo propósito.
Recorda-se que, ontem PRS denunciou em comunicado que, o recenseamento em curso está a ser “politizado e sem fiscalização.” Ainda, “mais de metade dos 900 mil eleitores guineenses não poderá votar” nas legislativas de 18 de novembro.
“Governo considera a bem pouco tempo de positivo, cinco meses de governação. Enquanto FMI dá nota negativa à Executivo de Aristides Gomes. Recenseamento termina dia 20 muita coisa ainda está pendente”, indica a mesma fonte.
“Nós não vamos admitir retrocesso da democracia, fazendo fraudulenta perante olhar de toda gente,” remata a fonte.
Bom, perante os fatos, só resta esperar para ver mais uma maratona política na Guiné-Bissau.
Notabanca; 16.10.2018
GREVE DE TRÊS DIAS DOS MOTORISTAS PARALISA CAPITAL GUINEENSE
A greve dos "taxes" e "toca-tocas" paralisam a circulação rodoviária na capital guineense.
A paralisação afeta de forma significativa o acesso aos principais locais dos serviços do país. Os mercados de “Bandim” e da “Praça” bem como o “Palácio do Governo” este ultimo alberga maior parte dos ministérios e Secretarias do Estado dista cerca de dez km à centro da cidade, para lá chegar, precisa de ter viatura particular.
“Federação das Associações Nacional dos Motoristas e Transportadores” decreta greve de três dias para  exigir do Governo definição de competencia ente GN e a Polícia de Trânsito, redução de operações STOP nas ruas, das taxas e a reabilitação das estradas do país.
Notabanca soube ainda que para além de afetar a circulação da rede rodoviária da capital e interurbano, as ligações dos transportes públicos à sub-região, mais precisamente Senegal, Gâmbia e Guiné-Conakri se encontra paralisada.
Sindicato fala-se em 100% da adesão.
Assim vai o país.
Notabanca; 16.10.2018
“MAIS DE METADE DOS 900 MIL ELEITORES GUINEENSES NÃO PODERÁ VOTAR”- Diz PRS em nota à imprensa 
O PRS – Partido da Renovação Social, segunda força política da Guiné-Bissau, por apelo do Presidente da República do nosso país, aceitou pertencer ao atual “Governo de Consenso e Inclusão”. O Primeiro-Ministro, Aristides Gomes (PAIGC), foi nomeado com o objetivo expresso de organizar eleições legislativas. 
Porém, Aristides Gomes e o PAIGC estão a arruinar este objetivo. O processo de recenseamento regista falhas que vão da incompetência à ilegalidade, passando por suspeitas de manipulação. As nossas queixas e as de vários partidos, são as seguintes:

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

GUARDAS PRISIONAIS INICIAM GREVE DE CINCO DIAS NA GUINÉ-BISSAU
O Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional da Guiné-Bissau (SNCGP-GB), iniciou hoje uma paralisação de cinco dias, reivindicando o cumprimento do Memorando de Entendimento assinado com o Governo. 
Em entrevista exclusiva à ANG, o Presidente do SNCGP-GB disse que o motivo da paralisação tem a ver com o não engajamento do Executivo para resolver os problemas dos guardas prisionais, nomeadamente o pagamento dos retroativos dos agentes.
Iazalde José da Silva disse que no memorando o Governo prometeu pagar os guardas prisionais na sua categoria, facto que não acontece há nove meses, desde assinatura do acordo entre as partes.
PAPA CANONIZA MÁRTIR SALVADORENHO ROMERO E PAPA PAULO VI 
O papa Francisco canonizou domingo o arcebispo salvadorenho assassinado em 1980 Oscar Romero e o papa italiano Paulo VI, numa cerimónia na praça de São Pedro no Vaticano.
Francisco pronunciou a tradicional fórmula em latim para proclamar a santidade diante de dezenas de milhares de fiéis, entre os quais numerosos salvadorenhos.
“Declaramos santos os beatos Paulo VI, Oscar Arnulfo Romero Galdámez (…)”, disse o papa, que decretou que “eles devem ser venerados como tais por toda a igreja”.