sexta-feira, 16 de novembro de 2018

MINISTÉRIO DE COMUNICAÇÃO DIZ “NÃO VAI ASSUMIR REMUNERAR NENHUM FUNCIONÁRIO NÃO EFETIVO” 
Jornalistas dos órgãos públicos da Comunicação Social guineense não efectivos têm dias contados nas respectivas instituições. Isto porque, segundo informações saídas do Ministério da tutela, o Governo vai pagar os atrasados salariais de setembro e outubro bem como o novembro em curso e não vai assumir remunerar nenhum outro funcionário não efectivo na Administração Pública até quando for realizado o concurso público de admissão que deverá acontecer no princípio de dezembro próximo.
Muitos dos funcionários em causa já têm mais de 10 anos consecutivos de serviço.

Se a decisão concretizar-se, a mesma irá violar a Lei de Imprensa que fixa o período máximo de um (1) ano de estágio de um jornalista que não tiver formação na área, caso tiver, o estágio não deve ultrapassar seis (6) meses, sob pena das duas condições favorecer automaticamente o estagiário.
De salientar que os órgãos públicos de comunicação social funcionam com mais de 70% de jornalistas e técnicos não efectivos na Função Pública.
Entretanto, segundo Aliu Balde, jornalista do jornal “No Pintcha”, abrangido neste caso, indica que, os funcionários em causa ponderam boicotar os trabalhos, contestando a tal medida do Executivo.

Notabanca; 16.11.2018

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

DIRETOR GERAL DA PESCA ARTESANAL PREOCUPADO COM  A FUGA DE PAGAMENTO DE LICENÇAS 
O Director Geral da Pesca Artesanal, Cipriano Fernandes Sá, denunciou hoje o conluio de alguns cidadãos nacionais na fuga de pagamento das licenças de pesca artesanal por parte dos pescadores estrangeiros.
Em entrevista exclusiva à ANG, Cipriano Fernandes Sá, disse que nas regiões do país, os estrangeiros estão a subordinar os nacionais para facilitar-lhes os processos de pagamento de licença num valor menor estipulado pela lei.
“Conseguimos detectar muitos cidadãos munidos de licenças de mais de dez pirogas de pesca artesanal de grande porte, mas que na realidade as referidas embarcações pertencem aos pescadores estrangeiros”, explicou.
BISSAU E EU AINDA NÃO SE ENTENDE NAS NEGOCIAÇÃO SOBRE ACORDO DE PESCA
O Governo da Guiné-Bissau voltou às negociações do acordo de pesca com a União Europeia (UE) ferente a sexta ronda para debater e avaliar aspectos relacionado com acordo.
A parceria no sector da pesca entre a União Europeia e a Guiné-Bissau terminou em Novembro de 2017 e desde então as partes tiveram dificuldades em chegar a um acordo para a sua renovação.
Contudo as várias negociações, a Ministra das Pescas, Maria Adiato Djaló Nandigna, diz que o país “tudo fará” para que as partes cheguem a um acordo que beneficie a Guiné-Bissau e a União Europeia.
Numa entrevista aos jornalistas sobre a reunião negocial, o chefe da missão governamental, Henrique da Silva, explica que uma negociação exige “muitas coisas” onde as partes defendem as suas ideias para posteriormente chegar a um acordo.
Emanuel Berck, representante da União Europeia ligado ao gabinete que trata dos acordos de pesca, afirma que há uma possibilidade de entendimento sobre as quantias que poderiam justificar o aumento da contrapartida financeira que a Guiné-Bissau exige.
Em caso da assinatura do acordo, permite que navios da Espanha, do Portugal, da Itália, da Grécia e da França pesquem nas águas da Guiné-Bissau e em troca a União Europeia paga à Guiné-Bissau 9,5 milhões de euros, superior ao acordo anterior que rondava os 9,2 milhões por ano.
Notabanca; 15.11.2018
INSPEÇÃO DE SAÚDE NÃO CONSEGUE PÔR FIM A VENDA CLANDESTINA DE MEDICAMENTOS
A Inspecção Geral da Saúde Publica diz estar ainda sem data para os trabalhos de apreensões dos produtos dos medicamentos que estão a ser comercializados ilegalmente nos mercados e nas ruas do país facto que coloca em risco a vida das pessoas.
Numa entrevista exclusiva á Rádio Sol Mansi (RSM), o Inspector-geral da saúde, Benjamim Lourenço Dias, disse a sua instituição quer combater a pratica mais justifica falta de meios para os trabalhos.
Benjamim Lourenço Dias disse ainda que na mesa onde se vendem os medicamentos encontra-se a caixa vazia com pedras dentro para simular os clientes mas os medicamentos ficam no armazém.º
Lourenço Dias, na mesma entrevista á RSM, lembra que as regras não estão a ser respeitadas até a data presente por causa das instabilidades no país.
Notabanca; 15.11.2018

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

CIPRIANO CASSAMÁ DEFENDE CONTINUIDADE DO PROCESSO DE RECENSEAMENTO  
O presidente de Assembleia Nacional Popular afirmou esta quarta-feira (14 de Novembro) que enquanto houver guineenses por recensear, o processo deve continuar. 
Cipriano Cassama que falava na abertura da 4ª sessão da nona legislatura justificou a sua afirmação com a necessidade de convergência de vontades dos actores políticos.
“ Enquanto houver números dos guineenses que ainda não são recenseados, o recenseamento deve continuar porque a transparência, credibilidade, a confiança e a justiça do processo eleitoral depende em grande medida de um eficiente recenseamento eleitoral”, tendo depois realçado que “ há necessidade de convergência de vontades dos actores políticos, em especial dos partidos com assento parlamentar de através de Assembleia Nacional Popular encontrar soluções legislativas capazes de contribuir para a realização ainda em 2018 das eleições legislativas. Penso que vai ser difícil”, justificou.
Por outro lado reconheceu que o governo está a braços com dificuldades na mobilização de fundos necessários a um recenseamento mais célere e inclusivo.
“ É evidente que os preparativos do processo eleitoral conhecem muitas dificuldades no seu percurso, porque o governo está a braços com dificuldades na mobilização de fundos necessários a um recenseamento mais célere mas são animadores os sinais mais recentes dos parceiros que começam a colocar à disposição do processo, os “kits” para a conclusão dos trabalhos de recenseamento dos cidadãos eleitores”.
Para isso, aconselha maior concentração na Comissão Nacional de Eleições e responsabilizá-la a condução de todo o processo eleitoral, “ solução que vai ao encontro com todos os relatórios técnicos emitidos por parceiros e observadores internacionais”.
De acordo com RSM, durante esta quarta sessão, serão debatidos entre outros pontos estatuto do conselho nacional de comunicação social, lei de quota das mulheres na esfera de tomada de decisões, estatuto de carreira docente e código de justiça militar.
Notabanca; 14.11.2018
NOVA DATA DAS LEGISLATIVAS NA GUINÉ-BISSAU SÓ DEPOIS DO RECENSEAMENTO 
Presidente da Guiné-Bissau reuniu-se esta quarta-feira 14 de Novembro, com partidos políticos, sociedade civil e Conselho de Estado, mas não fixou a data das eleições. Nesta quinta-feira, discute a situação do país com a CEDEAO. 
Em Bissau, a nova data para a realização das eleições legislativas é ainda a grande incógnita, apesar das várias reuniões entre os atores políticos da Guiné-Bissau para fixar uma data que reúna consenso e que respeite as leis do país.
“VAZADOURO DE LIXO DE ANTULA EM BISSAU AMEAÇA SAÚDE DOS POPULARES LOCAIS” 
O responsável da Divisão de Protecção Civil e Saneamento de Meio Ambiente de Cama M unicipal de Bissau, João Intchama considerou esta terça-feira que o vazadouro de lixo de Antula encontra-se numa situação desumana e constitui uma ameaça à saúde dos populares que vivem no seu arredor por se encontrar num espaço aberto. 
Em entrevista à Rádio Sol Mansi, aquele responsável camarário, disse que muitas das vezes os moradores de arredores de vazadouro, sofrem prejuízos devido mau cheiro e as crianças por negligências pegam os produtos deitados no lixo para o consumo.“Os lixos são queimados todos os dias no vazadouro do Bairro de Antula e o fumo é prejudicial à saúde, por isso é urgente solucionar a situação do lixo no país”, referiu Intchama. 
João Intchama informou que está a ser preparado um novo vazadouro de lixo na localidade de Safim que obviamente terá mais condições do que o actual, tendo acrescentado que pensam igualmente em criar as condições para reciclagem dos lixos. 
Sublinhou que o novo vazadouro que situada em Safim só começará a funcionar em 2019 porque as obras ainda não está concluída. 
Notabanca; 14.11.2018
CHEFE DE FORÇA AÉRIA REVOLTADO COM FALTA DE APOIO DO GOVERNO GUINEENSE
O Chefe de Estado Maior da Força Aérea (CEMFA), confirmou esta terça-feira que os sucessivos governos que passaram no país, não têm pensado na defesa militar do país, nas vésperas da celebração dos 54 anos da fundação das Forças Armadas Revolucionarias do Povo (FARP).
Em entrevista concedida á imprensa, por ocasião das comemorações dos 54 anos da criação das FARP que se assinala nom próximo dia 16 de Novembro, Ibraima Papa Camará revelou que anteriormente o país tinha meios suficientes para a defesa integral do espaço aéreo nacional em todos os vertentes, nomeadamente homens e materiais adequados para o efeito.
“Mas hoje em dia, o país perdeu tudo, e por cima não está ainda á acompanhar as exigências que as novas tecnologias militares exigem”, justificou o Chefe de Estado Maior da Forca Aérea.
BOAD DISPONIBILIZA €70 MILHÕES PARA REABILITAÇÃO E CONSTRUÇÃO DE ESTRADAS 
O Banco de Desenvolvimento da África Ocidental (BOAD) vai disponibilizar 70 milhões de euros para reabilitação e construção de estradas na capital da Guiné-Bissau, além de outros troços no interior do país, anunciou o primeiro-ministro guineense, Aristides Gomes.
O chefe do executivo esteve no Togo entre domingo e terça-feira, tendo mantido encontros de trabalho com o presidente do banco, Christian Adovelande, com quem disse ter debatido o financiamento de obras de reabilitação das vias urbanas em Bissau e de alguns troços no interior do país.
«O financiamento só será disponibilizado em março de 2019, mas as obras da reabilitação das estradas de Bissau deverão arrancar ainda este ano», assinalou Aristides Gomes, que prevê «uma revolução das condições de circulação na capital».
A maioria das estradas da Guiné-Bissau encontra-se em avançado estado de degradação, agravada pela época das chuvas, entre maio e novembro.
Notabanca; 14.11.2018
ABERTA CIMEIRA PARA DETER PERDA DA BIODIVERSIDADE E PROTEGER OS ECOSISTEMAS 
A Décima quarta reunião da Conferência das Partes em Convénio sobre a Diversidade Biológica (CDB COP14), foi aberta nesta terça-feira, na instância balneária de Sharm El-Sheikh, no Egipto, com a participação de 196 países, noticiou a imprensa Latina.
O evento inicia com a realização de uma Cimeira de Biodiversidade em África sob o lema “Degradação e restauração de terras e ecosistemas: Prioridades para uma maior ressilência em África”.
Esta conferência discutirá as políticas estratégicas e as directivas sobre as prioridades da diversidade biológica em África, à luz dos futuros programas de trabalho ecológico.
PRESIDENTE GUINEENSE EM AUSCULTAÇÃO PARA MARCAR NOVA DATA PARA ELEIÇÕES LEGISLATIVAS 
O Presidente da República acaba de reunir em Bissau, com os partidos políticos Sociedade civil e “P5” (Comunidade Internacional) a procura de consenso sobre o recenseamento eleitoral bem como a marcação de uma nova data para às eleições legislativas.
Na reunião, os partidos políticos defendem a realização de eleições num quadro legal.
Neste momento, José Mário Vaz reúne-se com o “Conselho de Estado”, órgão de consulto do Presidente, para depois ter base legal e posicionar-se sobre a matéria.
Após o encontro, o chefe de Estado deixa o país ruma à Nigeria, para participar na cimeira de chefes de Estados e dos Governos.
Tudo indica que, nos próximos dias, os guineenses vão conhecer a nova data das legislativas e o novo ministro do Interior.
A ver vamos!
Notabanca; 14.11.2018
PARLAMENTO GUINEENSE DEBATE ONZE PONTOS NA “QUARTA SESSÃO” QUE DECORRE EM BISSAU 
A “Quarta Sessão” parlamentar da “Nona Legislativa” da Assembleia Nacional Popular, deu início hoje e vai durar até ao dia 18 deste mês.
Durante cinco dias, os deputados vão debater onze pontos constantes no “Projeto da Ordem do dia”, com desta à “Estatutos da Carreira Docente”, ponto fulcro da revindicação dos professores que paralisa o início de aulas nas escolas públicas já há 45 dias e culminou no espancamento de estudantes na marcha em Bissau.
No “Palácio Colinas de Boé” O Presidente do hemiciclo guineense propôs aos parlamentares que o “Estatuto da Carreia Docente” passe a figurar no 2º ponto devido a sua natureza.
Os trabalhos continuam com debates sobre os pontos em agenda.
Notícia a retomar com ais destaques.
 Notabanca; 14.11.2018

terça-feira, 13 de novembro de 2018

RECENSEADOS 552 MIL POTENCIAIS ELEITORES ATÉ AO ÚLTIMO DOMINGO 
O recenseamento de potenciais eleitores para as legislativas na Guiné-Bissau «decorre normalmente e em ritmo aceitável», tendo sido inscritos até ao último domingo, 552 mil cidadãos, disse hoje à Lusa fonte do Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral (GTAPE). Os dados não contemplam o registo de potenciais eleitores da diáspora.
Segundo a fonte, o registo de potenciais eleitores tem decorrido «de forma tranquila e rápida» no interior do país, mais do que na capital, Bissau, onde, acrescentou, os cidadãos «denotam alguma apatia em se recensearem».
«Até parece que há zonas em Bissau em que as pessoas não se querem inscrever», indicou a fonte do GTAPE, admitindo a possibilidade de o recenseamento ser prolongado para além de 20 de novembro, de forma a alcançar «pelo menos 75% dos potenciais eleitores» previstos.
PAIGC REPUDIA REPRESSÃO VIOLENTA DA MANIFESTAÇÃO ESTUDANTIL PELOS POLICIAIS 
O Bureau Político PAIGC, repudiou a forma violenta como as forças da ordem reprimiram a manifestação estudantil ocorrida sexta-feira passada, em Bissau.
O repúdio do maior partido guineense vem expressa nas resoluções da segunda reunião extraordinária do BP, realizada no Domingo em Bissau, à que ANG teve acesso.
Bureau Político (BP) dos libertadores exige a imediata abertura de um exaustivo inquérito que possa apurar e responsabilizar os autores  desta condenável acção, e que provocou  ferimentos graves à alguns manifestantes.
CCISS VAI ASSUMIR A PRESIDÊNCIA DA CONFEDERAÇÃO EMPRESARIAL 
A Câmara Comércio, Indústria e Serviços de Sotavento (CCISS) assume, na próxima semana, a presidência da Confederação Empresarial da CPLP (CE-CPLP) e espera conseguir resultados a nível da mobilidade, de forma a dinamizar as relações empresariais dentro da comunidade.
A presidência é assumida durante a Assembleia-geral, que terá lugar na Cidade da Praia, no dia 13, terça-feira, no quadro da XXII edição da Feira Internacional de Cabo Verde (FIC9, que este ano tem como lema “CPLP, uma plataforma intercontinental de negócios”.

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

PAIGC APROVA ALIANÇAS ELEITORAIS LEMA E SLOGAN PARA ÀS LEGISLATIVAS 
‘PAIGC, força di povo, vota PAIGC pa terra ranka um bias, pa sol iardi pa tudo’’, é o lema e slogan que foram aprovados no domingo na reunião do bureau político do partido.
Também, o órgão adoptou a proposta de alianças com as outras formações políticas, nas próximas eleições legislativas.
Segundo a nota a que Notabanca teve acesso hoje em Bissau, o encontro serviu para avaliar a recente visita da delegação da CEDEAO no país e a digressão de Domingos Simões Pereira à alguns países da Europa.
Ainda de acordo com o documento, os membros do bureau político repudiaram de forma unânime a represália das forças da ordem contra os estudantes na marcha e exigem abertura de inquérito para apurar e responsabilizar os autores do condenável ato.
Falando aos microfones da RSM, o líder do PAIGC disse: 
“O PAIGC leva a sério o seu a sua responsabilidade, portanto assumimos manter o percurso com os partidos que nos acompanharam que foram concluídas com um conjunto de consenso que tínhamos que trazer aos órgãos competente para a sua aprovação. O comité dá-nos a liberdade de poder assinar dois importantes documentos que vão permitir estabelecer um acordo de coligação e outro acordo com incidência parlamentar para antes e depois das eleições”, tendo depois afirmado que com estas coligações, “ vamos facilitar os trabalhos do povo guineense que tem agora a responsabilidade de escolher seus representantes. Quando há essas coligações, principalmente de partidos com visões partilhadas sobre situação política, vai permitir que a tomada de decisões seja bastante mais facilitada”, afirmou DSP.

Notabanca; 12.11.2018
RELVA DO ESTÁDIO NACIONAL “24 DE SETEMBRO” EM BISSAU MACHUCADA PELOS FÃS DO MÚSICO “AS ONE”

O relvado de “24 de Setembro”, na capital guineense continua a sofrer e cicatrizado sistematicamente pelos bailarinos dos espetáculos.  
Milhares de pessoas assistiram ao vivo, sábado a noite, no Estádio Nacional “24 de Setembro”, espetáculo do músico guineense “AS One”.
A força da emoção e da paixão que se liam no rosto do público. Mas no entanto o relvado do maior empreendimento não escapou das pisadelas.
A relva que constitui o sonho de todos os guineenses foi mais uma vez maltratada, porque ela foi machucada com todo o gosto pela juventude dispersa.
Isto porque, a força de ordem ficou impotente e perdeu o controlo da situação e os organizadores ficaram boquiabertos.
Sobre a vandalização da maior e mais emblemática infra-estrutura desportiva do país, este ficou a quem expectativa pelos técnicos chineses que continuam conservar o espaço.
Contudo, um dos responsáveis do Estádio considerou de normal, mas garantiu que, há menos de dez dias, o campo vai ser outra fisionomia desejável.
Mas vozes de alguns cidadãos, sobretudo desportistas negaram de uma forma redonda, que o Estádio Nacional “24 de Setembro” seja palco de concertos musicais.
Entretanto, Notabanca deslocou-se esta manhã de segunda-feira ao estádio, onde se notou na realidade, o estado físico da relva em piores condições.
Perante, a situação tentou sem sucesso interpelar os responsáveis da modernizada infra-estrutura desportiva que tem a capacidade de quinze mil lugares.
Uma fonte bem colocada, disse que o artista “AS One” pagou aluguer do espaço, num valor de quatro milhões e meios de francos ao Governo.
 Notabanca; 12.11.2018  
YAYA DJALÓ REELEITO PRESIDENTE DO PND E SUGERE UM NOVO SISTEMA POLÍTICO 
Mais de quinhentos delegados da convenção nacional sob o lema: “ PND força necessária e reconciliadora dos guineenses” deram voto de confiança ao único candidato para a sua própria sucessão.
Falando aos congressistas, Yaia Djaló afirmou que o magno encontro foi realizado num momento crucial para afirmação do estado.
No entender do político, a responsabilidade do colapso do estado deve ser assumida numa escala mais abrangente.
ESTUDANTES AMEAÇAM SAIR ÀS RUAS DE BISSAU SE PERSISTIR PARALISAÇÃO DE AULAS 
Os estudantes das escolas públicas da guiné-Bissau exigem do Governo a abertura das aulas, caso contrário, dentro de uma semana, ameaçam voltar a sair às ruas para fazer valer os seus direitos.
A ameaça das organizações estudantis revoltados com a falta das aulas nas escolas públicas, foram ouvidas, esta segunda-feira (12), numa conferência de imprensa que também serviu para o balanço do incidente verificado durante a tentativa de manifestação da quinta-feira última.
Bucar Camara, porta-voz do colectivo, diz que os estudantes continuarão a exigir os seus direitos através de futuras manifestações que serão responsabilidades do governo.
Camara diz ainda que não aceitarão mãos ocultas para a realização das manifestações. No entanto, foram apurados que 12 pessoas estão feridas e duas em estado grave que ainda continuam hospitalizados.
Em nome do Moimento dos Cidadãos Conscientes e inconformados, Badilé Sami, ouvido pela Rádio Sol Mansi (RSM), pede o Comissário Nacional da Polícia de Ordem Pública, a demitir-se das suas funções na sequência da agressão das forças de segurança contra os manifestantes.
Notabanca; 12.11.2018
PRS NEGA SER RESPONSÁVEL PELO ATRASO NO RECENSEAMENTO ELEITORAL 
O Partido da Renovação Social, na voz do seu porta-voz, Victor Pereira   nega ser o responsável pelos atrasos no processo eleitoral de que foi acusado pelo líder do PAIGC, em entrevista a RFI. 
Victor Gomes Pereira disse que o partido se limitou a respeitar a lei e denuncia que o recenseamento está a ser feito "por interesses partidários"

domingo, 11 de novembro de 2018

FILHOS DE IMIGRANTES A VIVER HÁ DOIS ANOS EM PORTUGAL PODEM OBTER NACIONALIDADE
Com as alterações à lei, os filhos de estrangeiros que residam em Portugal há dois anos vão ser considerados portugueses originários, exceto se declararem que não querem ser portugueses.
As alterações à lei da nacionalidade, que permitem aos filhos de imigrantes a residir em Portugal há dois anos serem considerados portugueses originários, foi esta quinta-feira publicada em Diário da República.

sábado, 10 de novembro de 2018

MGD EXIGE DO FÓRUM JUDICIAL INVESTIGAR ACUSAR JULGAR E CONDENAR ATORES DE TORTURA EM BISSAU
Movimento Guineense para o Desenvolvimento
Nota de Imprensa nº 4/2018
ASSUNTOS: Espancamento dos Estudantes guineenses e a Paralização do Ano Lectivo
O Movimento Guineense para o Desenvolvimento (MGD) preocupado com a situação no setor do ensino público na Guiné-Bissau, tem acompanhado o impasse na negociação entre o Governo e os Sindicatos do setor do ensino.
EMBAIXADOR GUINEENSE EM CONACRY FECHA EMBAIXADA IMPEDE BRIGADISTAS ENTRAR PARA GUARDAR KITS 
O deputado do círculo 22-África acusa o embaixador da Guiné-Bissau em Guiné-Conacry de impedir os elementos da brigada do recenseamento entrar na embaixada para guardar os kits do recenseamento.
De acordo com Leopoldo da Silva, Muntaga Djaló ordenou os seus agentes de segurança para impedirem a entrada dos brigadistas na embaixada guineense em Conacry, bloqueando o processo de registo dos eleitores durante uma semana.
Como se não bastasse, o deputado disse ainda que, o embaixador orientou que, para se recensear, terá que ter “cartão do consulado”. Recordando que, a lei eleitoral admite recensear-se com testemunhas.
Para o parlamentar, embaixador Muntaga Djaló cometeu erro grave e deve ser responsabilizado pelos seus "atos maléficos".
Leopoldo da Silva garante que, o processo de recenseamento decorre “normalmente” no Senegal, Gâmbia, Mauritânia e Cabo Verde.
Notabanca; 10.11.2018
BRIGADISTAS DO RECENSEAMENTO DESPEDIDOS EXIGEM PAGAMENTO DOS DIAS DE TRABALHO 
Os brigadistas do recenseamento eleitoral despedidos exigem o pagamento dos 13 dias trabalhados no terreno e afirmam serem despedidos ilegalmente
Alfa Issa, porta-voz do grupo, numa conferência de imprensa, promovida, esta sexta-feira (09), explicou que o motivo da suspensão dos brigadistas tem a ver com o pedido de assinatura de novo contrato devido a prorrogação da data de recenseamento.
“Como resposta a proposta duma adenda da parte do GTAPE que disse não ter condições de pagar o mesmo montante mais sim um bónus para os que tiveram melhor desempenho, Deram-nos a proposta da adenda quando estamos a analisar fomos surpreendidos com um comunicado na radio que fala da nossa substituição”, explica.
Os brigadistas exigem o pagamento dos 13 dias que estiveram no tereno para o trabalho.
Falando A Sol mansi, o porta-voz afirma ter informações que o GTAPE deu o montante equivalente a 50 porcento do mês de Novembro aos brigadistas que foram ao interior do país.
O montante mensal é de 400 mil para o responsável da mesa, 350 para os outros alimentos.
Notbanca; 10.11.2018
PAULO GOMES NOMEADO VICE-PRESIDENTE DA CÂMARA DE COMERCIO ÁFRICA-ÁSIA DO SUDESTE
Caros amigos,
Como parte da relação de confiança que se estabeleceu entre nós, em torno da minha candidatura à última eleição presidencial, gostaria de reafirmar que o projeto de mudança ancorado na visão de uma Guiné-Bissau otimista, em paz e sustentável não se reduz apenas a um processo de cariz político.
Pelo contrário, é um processo contínuo que apenas está no seu início e que se estende às várias vertentes da minha vida enquanto cidadão e profissional.

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

PRESIDENTE GUINEENSE EXONERA MINISTRO DO INTERIOR
Operação caça ao homem da polícia guineense resulta-se na exoneração do ministro do Interior. 
Presidente da República enonerou hoje, o Ministro do Interior, Mutaro Djaló, supostamente na sequência de carga policia contra os estudantes na marcha pacífica registada ontem em Bissau.
O decreto presidencial de José Mário Vaz não evoca motivos da exoneração. Mas, Notabanca soube ainda que, o chefe de Estado terá recebido do Governo e dos seus colaboradores todaa as informações sobre a brutalidade cometida pela polícia, no qual se registou 08 feridos e 05 detidos.
Estas reações forte do Governo e do Presidente da República contra tortura que resulta na demissão do ministro do Interior, representam uma advertência forte aos policiais que violam sistematicamente os direitos humanos na Guiné-Bissau.
Parabéns estudantes!
 Notabanca;: 07.11.2018