terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

LÍDER DOS “15” DEPUTADOS DENUNCIA 04 MILHÕES DE DÓLARES PARA COMRA DA SUA CONSCIÊNCIA 
No seu discurso feito durante a marcha de repúdio as sanções da CEDEAO, Braima Camará, coordenador do grupo dos 15 deputados dissidentes do PAIGC, revelou que recusou em Conacri uma oferta de 4 milhões de dólares americanos para se juntar a Direção do PA 
IGC liderada por, Domingos Simões Pereira.
De acordo com Braima Camará,a  atentativa de compra de consciência aconteceu em Conacri a quando da assinatura do acordo de Conacri pelos atores políticos guineenses como instrumento de carácter jurídico adoptado pelo presidente Alfa Condé, para por fim a crise política na Guiné- Bissau.
Camará sem no entanto, revelar o nome da instituição ou pessoa em concreto que o fez esta oferta que prontamente recusou mantendo- se na sua posição de exigir o cumprimento das regras democráticas e o respeito pela diferença de opinião no seio do PAIGC.
As fontes partidárias presumem-se que se trata de parceiros internacionais da Guiné- Bissau em conluio com Domingos Simões Pereira. 
Notabanca; 20.02.2018

1 comentário: